domingo, 1 de janeiro de 2017

Por quê meu ar condicionado está funcionando e não está refrigerando o quarto ?

Olá nobres amigos e iluminados leitores do Blog do Gilson Eletricista.

Época de calor.

Rio 40ºC na sombra e sensação térmica de quase 60ºC.



A pessoa vai até a loja e escolhe um ar condicionado para comprar.

O menor é o de 4.000 Btus.

Ela decide levar o de 7.000 btus.

Manda instalar.

Ao ligar e de frente ao aparelho exclama:
Que beleza, está gelando bem.

Á noite liga o aparelho.

30 minutos após...

O quarto está fresquinho e o ar está direto, sem desligar o compressor.

O quê está acontecendo ?
Em primeiro lugar, o aparelho foi comprado sem nenhum critério, baseado talvez somente no preço.

Como calcular a capacidade ideal de um ar condicionado ?
Existem várias tabelas na internet, mas vou te dar umas dicas, a grosso modo, para não errar.

Dicas:
- Meça a largura e o comprimento do cômodo = 500 btus para cada metro².

- Observe se o Sol que bate neste cômodo é o da manhã = 500 btus, o da tarde = 1000 btus ou é o dia todo = 2000 btus. 

- Observe se o piso é de madeira = 1000 btus ou é piso frio = 500 btus.

- Conte quantas pessoas irão ficar neste cômodo = 500 btus por pessoa.
  Se uma pessoa estiver muito acima do peso = 2000 btus.
  Se for obesa = 4000 btus.

- Conte se o seu animal de estimação irá dormir neste mesmo cômodo ( porte pequeno = 500 btus, porte grande = 1000 btus).

- Conte as cargas térmicas existem neste cômodo (Tv, Som, computador, frigobar) = 500 btus.

Exemplo 1:
Quarto 3x4 m = 12 m² = 6000 btus.
Sol da tarde = 1000 btus.
Piso frio = 500 btus.
Um casal, sendo o marido um verdadeiro urso = 500 btus + 2000 btus = 2500 btus.
Um cão grande = 1000 btus.
Tv e computador = 500 btus.
Total = 11500 btus
Logo, ar de 12.500 btus ou Split de 12000 btus.

Observe que este simples cálculo determina que um ar de 7500 não seria capaz de refrigerar o cômodo e irá gastar muito mais energia elétrica resultando em contas de luz altas.

Exemplo 2:
Quarto 3x4 m = 12 m² = 6000 btus.
Sol da manhã = 500 btus.
Piso frio = 500 btus.
Uma menina = 500 btus.
Tv e computador = 500 btus.
Total = 8000 btus
Logo, ar de 9000 btus ou 10000 btus, ou Split de 9000 btus.

Exemplo 3:
Sala 9x4 m = 36 m² = 18000 btus.
Sol da manhã e da tarde (cobertura) = 2000 btus.
Piso frio = 500 btus.
Normalmente 4 pessoas e eventualmente 12 pessoas magras = 6000 btus.
Tv e frigobar = 500 btus.
Total = 27000 btus.
Logo, ar de 30000 btus ou 2 ar de 18000 btus um de cada lado da sala, ou um Split de 50000 btus.

Um Split é mais eficiente do que um ar de janela ?
Sim em termos de economia e de eficiência.

Porém o funcionamento será diferente.

Um ar de janela sempre estará renovando o ar.

Sai o ar quente e entra um novo ar refrigerado.

O Split sempre gelará o mesmo ar.

Irá retirar toda a umidade deste mesmo ar.

O ar ficará muito seco e frio.

Você já reparou que ao entrar em um restaurante com Splits, o ar tem um cheiro e odor de suor, de cozinha ou de banheiro ?

É por que o ar está saturado de odores.

Existem Splits ecológicos que possuem um filtro anti-bactéria e elimina estes odores.

Este filtro deverá ser regularmente trocado por novos.

Gilson Eletricista
Flamengo - Rio de Janeiro - Brasil
WhatsApp: (21) 99925-7935  TIM
WhatsApp: (21) 99312-3847  TIM

                     Autor do texto e das fotos: Gilson Carlos Pessanha
                                               MyFreeCopyright.com Registered & Protected
                         Siga me no Google+ Gilosn Carlos Pessanha

quarta-feira, 7 de dezembro de 2016

Quanto vou pagar no final do mês com o uso de um ar condicionado ?

Olá nobres amigos e iluminados leitores do Blog do Gilson Eletricista.

Muitos clientes me perguntam, quanto eles terão de pagar pelo uso de um ar condicionado ?

Bem isto dependerá da potência de refrigeração (btus), o tempo de utilização (horas) e o número de dias utilizados no mês.

Vamos dar um exemplo, a grosso modo, baseado em um ar condicionado de Janela Springer Carrier Duo de 7500 btus x 127 volts.

O fabricante nos informa que o consumo é de 670w.

E se este mesmo aparelho fosse em 220 volts, seria mais econômico ?
Isto é Lenda !

Irá consumir os mesmos 670w, porém com correntes elétricas menores, utilizará condutores elétricos com menores seções de Cobre.

Ou seja: 

W = E x I
670 = 127 x I
I = 670 / 127
I = 5,27 ampères

W = E x I
670 = 220 x I
I = 670 / 220
I = 3,04 ampères

Mas o relógio de Luz, registra ampères ou volts ?
O medidor de energia elétrica, chamado popularmente de relógio, poderá ser de ponteiros ou digital.
Resultado de imagem para fotos de um medidor de energia elétrica
Resultado de imagem para fotos de um medidor eletrico digital

Ele é um Wattímetro e mede Potência elétrica ativa, expressa em watts por hora, na unidade de kWh.

Muito bem, entendido isto, voltemos ao nosso ar condicionado de 7.500 btus.

Ele consome 670W para realizar um trabalho de refrigerar 7.500 btus.

Entretanto, se ele estiver bem dimensionado para o tamanho e condições térmicas deste ambiente, ele não permanecerá o tempo todo refrigerando.

Ao atingir a temperatura marcada no termostato frontal, ele desligará o compressor e o aparelho ficará só ventilando.

No modo ventilação, o consumo será bem menor, em torno de 80w.

Mas , vamos supor, para efeitos de cálculos, que você comprou um ar com 7.500 btus e o ambiente necessitaria de um aparelho com 12.000 btus.

Neste caso, o seu ar ficará ligado direto, tentando refrigerar e, como ele não conseguirá, ficará o tempo todo consumindo os 670w.

1 hora de funcionamento = 670 Wh

Convertendo para kW = 0,67 kWh

Agora vamos supor que você utilizará este ar condicionado, todas as noites durante 30 dias e por 8 horas.

0,67kWh x 8 horas = 5,36 kWh

5,36kWh x 30 dias = 160,8 kWh

Para saber quanto isto custará em dinheiro brasileiro, iremos multiplicar o valor de 1 kWh da Concessionária do seu Estado.

160 kWh x R$0,70107 = R$112, 73

Este é o valor bruto, que será acrescido de impostos, taxa de iluminação pública e Bandeira tarifária em vigor.

E se um aparelho qualquer, só tiver a informação de ampères e volts ?
Utilizando a mesma fórmula acima, você encontrará a potência em Watts, converterá para kW e kWh.

Exemplo:
Uma Lâmpada que tem em suas características 220 volts x 1 ampère.
W = E x I
W = 220 x 1
W = 220 watts

220w = 0,22 kW

Em uma hora de uso = 0,22 kWh
e assim por diante, como descrito acima.

Veja neste vídeo abaixo, como calcular o tempo em horas e minutos, pois será necessário converter estes minutos em fração de hora.



Gilson Eletricista
Flamengo - Rio de Janeiro - Brasil
WhatsApp: (21) 99925-7935  TIM
WhatsApp: (21) 99312-3847  TIM

                             Autor do texto: Gilson Carlos Pessanha

                         Siga me no Google+ Gilson Carlos Pessanha

segunda-feira, 26 de setembro de 2016

Ao ligar o ar ouvi um estouro. O quê fazer ?

Olá nobres amigos e iluminados leitores do Blog do Gilson Eletricista. 

Cliente possui um ar de janela com controle remoto.

Como o controle remoto já não funcionava há muito tempo, o aparelho era ligado diretamente pelo painel frontal.

Nesta ocasião ela foi ligar como sempre fazia e ao pressionar o botão no painel frontal ouviu um estouro abafado na tomada do ar.

Além do estouro, o ar não ligou.

Tentou retirar o plugue da tomada e não conseguiu.

Ao chegar na residência, verifiquei com a minha caneta indutiva, que não havia tensão no plugue da tomada.

Fui até o Quadro de Disjuntores e vi que o disjuntor deste circuito exclusivo estava desarmado.

Não armei o disjuntor e voltei para retirar o plugue e desmontar a placa da tomada.

Como não consegui retirar o plugue, o qual aparentava estar colado ou soldado, quebrei a placa para ter acesso aos parafusos de fixação do suporte.

Um dos cabos estava derretido e o borne da tomada queimado.

O quê aconteceu ?
O mau contato entre a tomada e o plugue já estava tão precário que ao ligar o ar condicionado ocorreu um arco elétrico internamente na tomada.

O disjuntor desarmou pelo pico de corrente anormal.

O quê fiz ?
Retirei os cabos da tomada e troquei por outra nova Padrão Brasileiro de 20A.

Cortei o antigo plugue Faca e instalei um novo plugue Padrão Brasileiro de 20A.

Pluguei o novo plugue na nova tomada e religuei o disjuntor.

Acionei o botão e o ar não funcionou.

Medi a tensão na tomada e coloquei uma lâmpada com um bocal na tomada e estava normal com 127 volts.

O quê aconteceu ?
A tomada com defeito terminou queimando a placa do controle remoto no momento da formação do arco elétrico (estouro abafado).

O quê poderia ter acontecido ?
Este aparelho está instalado no alto da janela, porém esta cama é dupla e a cama de cima fica ao lado do ar.

Neste tipo de ar de janela, o compressor liga e desliga várias vezes durante o funcionamento.

Se a noite, a criança já dormindo e enrolada em sua coberta, o compressor tentasse ligar e este estouro lançar faíscas na coberta, ela começaria a pegar fogo.

A criança ao sentir o calor ou as queimaduras no corpo, veria muita fumaça e uma bola de fogo em sua cama.

O quê terá de ser feito ?
Se compensar financeiramente, a placa do ar deverá ser trocada.

Eu particularmente, partiria para a compra de um novo aparelho de ar condicionado, pois o preço costuma ser a metade do preço de um novo e a garantia no serviço é de apenas 3 meses.

Dica:
Algumas vezes por ano, retire o plugue da tomada do ar condicionado e olhe atentamente se existe sinais de aquecimento como borrachas com trincas ao redor do pino do plugue ou colorações escuras.

Se não conseguir retirar o plugue da tomada, ambos deverão ser substituídos por novos.

A maioria dos incêndios em lojas, empresas e residências, começa neste local.

Gilson Eletricista
Flamengo - Rio de Janeiro - Brasil
WhatsApp: (21) 99925-7935
WhatsApp: (21) 99312-3847




Autor do texto e das fotos: Gilson carlos Pessanha

MyFreeCopyright.com Registered & Protected

Siga me no Google+ Gilson Carlos Pessanha

sexta-feira, 12 de agosto de 2016

Trocando o ar de janela e o ventilador de teto.

Olá nobres amigos e iluminados leitores do Blog do Gilson Eletricista.

Alguns clientes ao me mostrarem os serviços que estão querendo fazer, dizem:

É só tirar um e colocar o outro.

Isto no entendimento deles significa 2 coisas:

- O serviço será rápido.
- O preço será barato.

Mas, nem sempre é rápido e, consequentemente, não será barato como eles haviam imaginado.

Arquitetos costumam rabiscar em um pedaço de papel, as instalações e dizem que o serviço é rápido.

Eu costumo dizer, que aquilo que ele levou 5 minutos desenhando e explicando, é serviço para 5 dias, fora os imprevistos.

Ar condicionado de Janela.
(é só tirar um e por o outro)
O ar de Janela Consul de 7.500 btus estava gelando pouco e fazendo barulho.

Cliente comprou um novo ar Consul de 10.000 btus x 127 volts.

Ao examinar, verifiquei que o corte na madeira, deveria ser aumentado e o suporte de alumínio também deveria ser trocado, porque a caixa do novo aparelho era 10 cm maior.



Outra verificação foi que o ar antigo era alimentado com 220 volts e o novo veio com alimentação em 127 volts.

Logo a tensão elétrica deveria ser mudada no Quadro de Luz.

Comentário Pessoal:
A cliente deu sorte em me ter contratado, porque se tivesse contratado um Faz Tudo da esquina, ele teria plugado o novo ar em uma tomada com 220 volts e queimaria o compressor.

Ventilador de teto.
(é só tirar um e por o outro)
Quando se vai efetuar a troca de um ventilador de teto antigo e com defeito, o primeiro passo é desmontar e retirar do teto.

O segundo passo é verificar o estado das fiações do motor e lâmpada.

Fazer a identificação dos 4 fios (1 Neutro, 2 do motor, 1 da lâmpada), necessários para o funcionamento do ventilador e Luz.

Feito isso, passamos para a conferência das peças do novo ventilador e iniciamos a montagem, instalação no teto e instalação do controle de parede.

Somando todos os tempos = 2 horas se não houver imprevistos.

A cliente comprou um ventilador de teto da marca Latina modelo Lumen, com controle de parede.

Este aparelho é meu antigo conhecido, pois em 2013, instalei + de 250 unidades.

Vejam a qualidade até mesmo na embalagem lacrada e com todas as peças embaladas, separadas e conferidas.

Nunca encontrei algum com defeito, arranhado ou faltando uma simples porca ou parafuso.










Atualmente (2106) parece que este fabricante está em processo de falência e este excelente ventilador terá extinta a fabricação.

Isto é o reflexo da Gestão de nossos Governantes Brasileiros.

Preferem que todas as principais e tradicionais fábricas e industriais fechem as portas, demitam em massa e passem a importar direto da China.

Ou seja empregos para os chineses e desemprego para os brasileiros.

Gilson Eletricista
Flamengo - Rio de Janeiro - Brasil
(21) 99925-7935  WhatsApp
(21) 99312-3847  WhatsApp



Autor do texto e das fotos: Gilson Carlos Pessanha

MyFreeCopyright.com Registered & Protected

Siga me no Google+ Gilson Carlos Pessanha

quinta-feira, 4 de agosto de 2016

Novo sistema de dreno coletivo padrão Rio 2016.

Olá nobres amigos e iluminados leitores do Blog do Gilson Eletricista.

Hoje, dia 04/08/2016, foi decretado feriado na cidade do Rio de Janeiro.

Motivo: a chegada da Tocha.

Este mês de Agosto, teremos 5 domingos, feriados e Jogos Olímpicos para acabar de vez com o fraco movimento comercial das lojas em geral.

Aqui no bairro do Flamengo, todas as lojas estavam funcionando normalmente, apesar do Decreto do Prefeito Eduardo Paes.

Fui atender o chamado de um cliente, no bairro ao lado (Botafogo) e ao olhar para cima vi que um prédio residencial estava se adequando para evitar que os pingos de água, provenientes de muitos aparelhos de ar condicionado, caíssem na via pública.

Tradicionalmente e normalmente este sistema de drenagem é feito com tubos de PVC para água.

Eles podem ser embutidos na parede ou fixados externamente com abraçadeiras.



Observe que os trechos horizontais estão com caimento para a esquerda.


Mas, para meu espanto, esta instalação em questão estava sendo feita com canaletas de PVC.

Uma canaleta é destinada para instalações externas, abrigadas de sol e chuva, para conduzir e proteger fiações elétricas de baixa tensão.

Expostas aos raios solares, estas canaletas em pouco tempo ficarão ressecadas.

Além deste fato elas estavam sendo fixadas com várias buchas e parafusos de ferro, os quais se oxidarão com o passar dos anos e deixarão feias marcas de ferrugem escorrendo pela parede.

Nestes pontos de furações, a umidade passará para dentro da parede e para dentro dos apartamentos.

Trechos horizontais estão nivelados, quando deveriam ter um desnível em direção ao trecho vertical de descida...

Utilizar mão de obra, material inadequado e andaimes para executar um serviço desta qualidade é impressionante.

Ainda bem que perigo não existe.

Só existe dinheiro dos condôminos jogado fora, pois breve será necessário contratar o andaime para corrigir os vazamentos que ocorrerão ou até mesmo para arrancar tudo e fazer da maneira correta, utilizando tubos de PVC Tigre ou Amanco, com conexões adequadas e parafusos de aço inoxidável.

Quando passar novamente por este local, vou fotografar a outra metade que já está pronta e com as canaletas pintadas.





Autor do texto e das fotos: Gilson Carlos Pessanha

MyFreeCopyright.com Registered & Protected


Siga me no Google+ Gilson Carlos Pessanha

quinta-feira, 28 de julho de 2016

Novo Padrão de suporte para a unidade externa de um Split.

Olá nobres amigos e iluminados leitores do Blog do Gilson Eletricista.

De acordo com a Lei Municipal nº 5.598 de 25 de Junho de 2013, na cidade do Rio de Janeiro,  fica definido que a unidade externa de um ar condicionado Split, em instalações comerciais e residenciais com altura superior a 1 metro, deverá ser fixada por suporte em aço inoxidável, capaz de receber o peso necessário do aparelho.

Os parafusos também deverão ser em aço inoxidável.

Segundo a Assessoria de Imprensa do autor da Lei, Vereador Aloísio Freitas, muitas quedas de aparelhos no bairro de Copacabana, ocorreram pela ação da maresia nos suportes e parafusos.

Caberá à Prefeitura a fiscalização, vistoria e multa por descumprimento da Lei.

Esta fiscalização ficará por conta das RioLuz - Companhia Municipal de Energia e Iluminação.

Muitos condomínios já não estavam aceitando a fixação destes suportes com parafusos comuns.

Agora tudo tem que ser em aço inoxidável.

Vejo em muitos prédios as manchas de ferrugem que escorrem vindas  destes parafusos.

Estes parafusos, com o passar dos anos, ficarão finos como palitos de dentes e a queda ocorrerá à qualquer momento.







Materiais mais utilizados nos suportes:
Aço.
Os suportes feitos em aço são os mais comuns. 

Possuem boa resistência mecânica e baixo custo.

Este suporte é suscetível a corrosão, tendo como proteção apenas  a pintura externa, que deve ser de epóxi e estar em boas condições.

Os suportes em aço são recomendados em locais secos, abrigados da chuva, umidade e maresia.

Precisam ser inspecionados e substituídos  com regularidade.

Plástico.
Os suportes de plástico são leves e possuem o preço mais baixo quando comparado a outros.

Este suporte é suscetível a degradação por raios solares, tornando-se quebradiço.

Os suportes de plástico são recomendados em locais úmidos, desde que protegidos da exposição solar direta.

Precisam ser inspecionados e substituídos com regularidade.

Fibra de vidro.
Os suportes em fibra de vidro, possuem as mesmas características dos de plástico, possuindo resistência maior aos raios solares e custando o dobro do preço.

Possui vida útil superior ao plástico, podendo ser substituídos ao fim da vida útil da unidade externa.

Alumínio.
Os suportes em alumínio são leves e possuem boa resistência a corrosão.

Custam mais caro que os suportes de fibra de vidro.

Possuem uma vida útil superior ao aço, plástico e fibra de vidro, podendo ser substituídos ao fim da vida útil da unidade externa.

Aço Inoxidável.
Os suportes em aço inoxidável são pesados e possuem custo elevado.

Podem ser utilizados em qualquer condição externa e são recomendados em instalações definitivas, de difícil acesso e em alturas elevadas.

Não precisam ser substituídos e  podem ser reutilizados em outras instalações.



Siga me no Google+ Gilson Carlos Pessanha

Como colocar a Unidade Condensadora do Split no suporte de parede.

Olá nobres amigos e iluminados leitores do Blog do Gilson Eletricista.

É comum eu ver instaladores de ar condicionado Split, segurando pesadas Condensadoras com até 110 Kg, apenas com as mãos, pelo lado de fora da janela ou até mesmo subindo escadas com ela nos ombros.

Qualquer descuido ou imprevisto e a Condensadora cairá na rua, podendo atingir um carro ou um pedestre.



Assista nestes vídeos como um instalador sozinho poderá fazer este içamento com segurança e sem esforço, utilizando um guincho e uma parafusadeira elétrica.






Gilson Eletricista
Flamengo - Rio de Janeiro - Brasil
(21) 99925-7935
(21) 99312-3847


Siga me no Google+ Gilson Carlos Pessanha